fbpx

Acupuntura

Acupuntura é uma técnica surgida na China antiga há cerca de 4000 anos, consistindo na inserção de agulhas em planos superficiais e/ou profundos. Ela foi incorporada no Ocidente há algumas décadas atrás após a comprovação científica no tratamento de diversos tipos de doenças bem como dores crônicas.

EVIDÊNCIAS CIENTIFICAS DA ACUPUNTURA

Desde a década de 70, o agulhamento promovido pela Acupuntura têm demonstrado seu efeito analgésico, ansiolítico e miorrelaxante, inibindo a resposta cerebral aos estímulos dolorosos. Pesquisas demostram que a acupuntura estimula terminações nervosas livres nos músculos com a liberação das endorfinas. Tais endorfinas são neurotransmissores que promovem a analgesia bloqueando a propagação da dor e impedindo sua percepção pelo cérebro. O estímulo promove a analgesia mediante atuação em três níveis distintos: segmentar, suprasegmentar e extra-segmentar:vel segmentar - A atuação da acupuntura é a nível da medula espinhal. Existe a teoria do portão de Melzack-Wall: quando se estimula os neurônios do tato, automaticamente se inibe a dor. Simplesmente é o reflexo que nós temos de massagear a área dolorida. Tecnicamente, interneurônios da substancia gelatinosa liberam dinorfina e bloqueiam o impulso doloroso que se propaga pelas fibras aferentes nociceptivas.

Nível supra-segmentar - Quando se aplica uma agulha em qualquer local da pele, o cérebro recebe essa informação. Os estudos mostram que quando se estimula determinados pontos, áreas cerebrais relacionadas a dor são ativadas. É o sistema inibitório da dor. A acupuntura ativa este sistema. As áreas mais conhecidas são: núcleo magno da rafe - libera serotonina; substância cinzenta periaquedutal - libera endorfina; locus ceruleus - libera noradrenalina; hipotálamo - libera dopamina.

Nível extra-segmentar - Quando os estímulos da acupuntura alcançam o eixo hipotálamo-hipófise, ocorre também a liberação do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH). Este vai atuar sobre o córtex da supra renal causando a liberação de cortisol. Ele é um anti-inflamatório natural. O cortisol endógeno é liberado em quantidades muito reduzidas.

Central de Agendamento!
Powered by